terça-feira, 26 de outubro de 2021

Economia Digital: como a pandemia do Covid-19 contribui para essa transformação nos negócios?

Publicado em 30 de setembro de 2020, às 12:07
Imagem: site Unicentro

Márcia Castelo Branco – Administradora de marketing, mestre em educação, professora, escritora e membro da Academia Açailandense de Letras.

Os termos, Indústria 4.0 economia digital, internet das coisas e tantos outros ainda podem ser desconhecidos para muitas pessoas até mesmo empresas, porém esse processo de transformação ou transição vem ocorrendo no mundo desde a virada do século e teve como fundamento a revolução digital. O termo indústria 4.0 caracteriza-se por uma internet global, a disseminação da própria internet e de novas tecnologias permite uma conectividade entre as pessoas, empresas e organizações no mundo inteiro, e isso as torna muito mais eficientes, promovendo um novo modelo de comunicação, em redes sociais e plataformas econômicas, a comunicação horizontal, o que resulta em uma nova era da Economia Digital. Tecnologias como robótica, inteligência artificial, Big date, cloud computing ou loT já são realidades nas rotinas de processos das empresas e de seus clientes. A transformação digital , o uso das tecnologias para otimizar os sistemas organizacionais fez com que as empresas adotassem uma nova forma de trabalhar e de se relacionar com clientes em qualquer canto do mundo, é um novo jeito de fazer negócios em uma sociedade que também passa por profundas transformações de comportamento nos hábitos de vida e consumo. Os novos modelos econômicos estimulam as empresas a darem mais um passo em inovação, o que resulta em uma grande transformação nos conceitos de bens e serviços e principalmente no relacionamento com o cliente.

Se pararmos para observar a nossa volta, estamos rodeados de tecnologias e todas elas são fundamentais para a nossa vida, nos auxiliando em tudo o que precisamos, desde uma transação bancária até a compra de produtos ou serviços, estão presentes até na forma como nos relacionamos com as pessoas. É por meio de soluções tecnológicas que as pessoas vêm moldando um novo formato de vida, a distancia existente é um fator, mas já não faz tanta diferença.

De repente, nos deparamos em uma situação nunca vivida por essa geração netzen, ou geração conectada, a Pandemia do Corona vírus nos apresentou uma realidade inimaginável, a de anteciparmos mudanças de comportamentos, digo antecipar, pois o distanciamento social, as novas formas de trabalho e estudo remoto, as novas formas de nos comunicarmos ou o simples ato de fazer compras, todo esse novo normal apenas é uma amostra do que era previsto para os novos padrões de vida de uma sociedade transformada pelos processos das TICs (Tecnologias da informação e comunicação). Os novos modelos econômicos demandam uma sociedade com hábitos que o mesmo possa atender e isso ocorrerá naturalmente, a pandemia apenas nos colocou diante de decisões que seriam tomadas lentamente, mas que agora não tivemos tempo. Esse processo de adaptação faz com que o mercado passe por mudanças bruscas e o impacto nos negócios é significativo pela forma que aconteceu, nem todas as empresas, indústrias ou o próprio mercado estavam preparados para essa mudança repentina em que os consumidores também precisaram ajustar seus hábitos.

Até pouco tempo, as empresas ou indústrias que esperavam na digitalização uma era de vantagens que poderiam ser decididas a médio ou longo prazo, hoje percebem que é uma necessidade essencial para sobrevivência em curto prazo.

Estamos todos aprendendo, nos adaptando às melhores práticas e ideias. O mais importante neste momento são as lições aprendidas. Precisamos estar atentos às mudanças para alcançar os anseios e necessidades de nossos clientes e assim atendê-los.

O que posso dizer? Sejam Bem-vindos ao novo normal, aos novos modelos de mercados e economias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: