terça-feira, 26 de abril de 2022

Solenidade marca lançamento de site cultural

Publicado em 15 de fevereiro de 2022, às 16:07
Com registros audiovisuais, a plataforma se dedica ao resgate da história do movimento cultural de Imperatriz.
Fonte: Assessoria – Fundação Cultural de Imperatriz
Com apresentação musical de Lena Garcia e Karlla Gyz, a solenidade contou com a presença dos artistas locais e de autoridades do Município, representados pela Fundação Cultural. (Foto: Samuel Souza)

Na manhã desta terça-feira (15), aconteceu a cerimônia de lançamento do Projeto Memória Teatro Ferreira Gullar e Associação Artística Imperatrizense (Assarti): histórias, memórias, registros e lembranças do movimento cultural artístico imperatrizense. Com apresentação musical de Lena Garcia e Karlla Gyz, a solenidade contou com a presença dos artistas locais e de autoridades do Município, representados pela Fundação Cultural de Imperatriz (FCI), financiadora do projeto.

Concebida pela artista plástica e produtora cultural, Didi Praes, além da historiadora e produtora cultural, Nice Rejane (In Memoriam), a iniciativa consiste em uma plataforma online, que reúne um compilado de registros para resgatar a história do Teatro Ferreira Gullar. Dispondo de uma seção dedicada para entrevistas exclusivas, com as pessoas que fizeram o movimento artístico e cultural na cidade, e que serão disponibilizadas semanalmente. Pessoas que “reivindicaram a construção do Teatro Ferreira Gullar, desde os primeiros grupos teatrais da cidade até a Associação Artística de Imperatriz”.

Didi Praes ressalta que “esse projeto é muito mais que a história do teatro ou da Assarti, conseguimos com essa ação preservar a memória da cultura da nossa cidade. Concluímos esse trabalho levando em consideração que é na verdade somente uma primeira fase de um trabalho contínuo de preservação da nossa história”.

De modo a publicizar e dar visibilidade à trajetória do movimento cultural da cidade, no site é possível acessar produções audiovisuais, entre elas, peças teatrais, entrevistas e reportagens. “O site oferece uma navegabilidade intuitiva e simples e contará com publicações mensais de textos e seleção de fotos e vídeos apresentados em galerias de imagens e no canal do YouTube vinculado ao projeto”, informou Didi Praes.

Além dos registros pertinentes à construção do teatro, o projeto também conta com um acervo que contempla as memórias do movimento cultural e artístico da cidade. No site é possível acessar marcos históricos da poesia, crônica e conto imperatrizense. E registros fotográficos resgatam a memória dos grupos de danças e música, de Imperatriz e região.

Paulinho Lobão, presidente da Fundação Cultural, destacou a importância do projeto como sendo fundamental para o fomento da cultura na cidade, reforçando que “é importante que a população tenha acesso à esses materiais, para que conheçam os marcos históricos da nossa cidade”.

A iniciativa foi contemplada no Edital de Chamamento Público Nº 02/2020 – FCI/FUMIC da Prefeitura Municipal de Imperatriz, por meio da Fundação Cultural, como mecanismo de apoio à cultura, previsto no inciso III do Art. 2º da Lei Federal n° 14.017, de 29 de junho de 2020 – “Aldir Blanc” Ações Emergenciais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: