terça-feira, 28 de junho de 2022

“ESPERA, DEIXA O CELULAR COMER PRIMEIRO”

Publicado em 19 de janeiro de 2022, às 17:56
Linda Barros, professora, atriz e membro da Academia Poética Brasileira
Imagem: arquivo pessoal da autora

Hoje em dia, é possível afirmar sem medo de errar e de ser piegas, que todos os caminhos levarão às mudanças tecnológicas. Vivemos em um mundo tão doido que as coisas acontecem, mudam e se transformam em uma velocidade tão absurda que nem percebemos, quando damos conta, já foi, já era. A revolução tecnológica é um dos grandes responsáveis por essas mudanças.

E nesse contexto tecnológico, antigamente o que era para ser apenas um suporte, o telefone se transformou em um alicerce de sustentação, a base de tudo e qualquer coisa que precise ser vista ou ser mostrada. Talvez o maior responsável por isso seja o avanço tecnológico.

Estamos no século XXI, ano 2022, quem em sã consciência se imaginou há 20, 30 anos atrás estar hoje em 2022? Víamos nos filmes e ficávamos fascinados com a tecnologia que era mostrada, desde a mais rústica até a mais avançada. A exemplo disso temos os computadores com suas CPUS moderníssimas, um tempo depois foi substituído pelos notebooks, outra mega revolução. Mas o foco aqui hoje é o celular, não só o aparelho, mas o que fazemos com ele, ou ainda, o que ele faz com a gente.

Há bastante tempo o celular e a internet afastavam as pessoas, seja nas reuniões familiares, seja nos encontros entre amigos ou até mesmo em um simples evento. O que se via era cada um no seu canto, absorto, preso, estático, totalmente alheio ao que acontecia ao que acontecia à sua volta.

 Ironicamente, nos últimos dois anos, a internet por meio do celular e do  computador, fez com que as pessoas se aproximassem uma das outras por conta da Pandemia da Covid 19, ou seja, o que nos mantinha afastados acabou nos aproximando. Que doidera!

No entanto, toda essa “aglomeração” virtual trouxe alguns vícios. Sem generalizar, mas absolutamente tudo é postado na internet. Parece que há uma ânsia muito grande em se postar tudo nas redes sociais: fotos, vídeos, acontecimentos, tudo tem que aparecer nos stories.

Certo dia, em um restaurante, aconteceu uma cena inusitada: um grupo de jovens chegou para jantar. Sentaram-se à mesa e obviamente cada um (eram 5 pessoas, no total), pegou seu celular moderníssimo, diga-se de passagem, e começa a conversar. Gargalhadas se ouviam da referida mesa, enquanto esperavam a comida.

A garçonete se aproximou, dispôs os pratos sobre a mesa e em seguida trouxe a comida. Cada jovem pegou seu prato e no instante em que iam se servir, uma das jovens, de súbito gritou: “Espera, deixa o celular comer primeiro”. A gargalhada foi geral. Tiraram fotos e imediatamente postaram em suas redes sociais. Depois disso, todos comeram o “resto que o celular deixou”.

E todos alegres e contentes se sentiram confortados com a comida e com as conversas. Deu até para imaginar que o celular sentiu o cheiro e o tempero da comida, pois ninguém reclamou do sabor. Por fim, o grupo pagou a conta e todos levantaram, cada um com seu celular, comentando e comemorando as várias visualizações alcançadas em seus stories.

Vale lembrar que esse fato não é regra geral, mas na grande maioria, o celular hoje em dia, é mais um membro da família e, como tal, também deve ser “alimentado”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: