domingo, 26 de junho de 2022

Sebrae dá dicas para quem quer abrir negócio em 2022

Publicado em 12 de janeiro de 2022, às 10:41
Abrir negócio próprio é desejo de muitos maranhenses. As pessoas interessadas em iniciar um negócio, podem buscar orientação nas Unidades do Sebrae, em todo o Maranhão.
Fonte: Assessoria – Sebrae

Ano novo é sempre tempo de reposicionar atitudes, metas e colocar em
prática sonhos e objetivos que estavam esquecidos no fundo da gaveta das
prioridades dos anos anteriores.

Diante da alta taxa de desemprego, ter um negócio próprio, e que seja
rentável, surge como a principal alternativa para várias famílias, além
disso, o ano novo também é encarado como uma oportunidade para quem
sempre sonhou em empreender.

Por falar em empreendedorismo, o tema nunca esteve tão em alta no
Brasil. De acordo com o portal “Empresas e Negócios”, do Governo
Federal, registrou mais de 13 milhões de Microempreendedores Individuais
(MEI) em 2021, sendo no Maranhão mais de 132.500 MEI´s registrados.

“Esse número é bastante expressivo e mostra que, diante da crise
econômica gerada pela pandemia, o brasileiro buscou se reinventar
investindo em alternativas de sustentabilidade. No entanto, para quem
está pensando em investir na sua independência financeira, é importante
estar atento às tendências de negócios para 2022 e estar preparado para
os desafios do mercado, que vem sofrendo transformações. Embora o
cenário seja repleto de incertezas, alguns setores demonstram um forte
potencial. Para que esse investimento traga retorno, é importante
conhecer o ambiente de negócios, projeções e tendências do mercado antes
de dar o primeiro passo, além de estar preparado para empreender. E o
Sebrae é o primeiro destino de futuros empreendedores”, reforça o
diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, Albertino Leal.

Segundo um levantamento recente do DataSebrae e Portal Empresas e
Negócios, do Governo Federal, em 2021, houve um aumento significativo
também na abertura de micro e pequenas empresas no país.  Em 2021, foram
184 mil microempresas e 18.308 empresas de pequeno porte registradas no
Maranhão. Esse percentual é considerado maior que o do Brasil. O
Maranhão ficou na casa dos 15,51% no comparativo 2020-2021, enquanto o
país registrou 14,8%.

Empreender pode ser uma ótima opção para quem busca uma forma de
sustentar a família ou deseja ter independência financeira. No entanto,
não é uma tarefa simples. É preciso ter planejamento para que o negócio
traga o retorno desejado e possa crescer.

Por isso, o Sebrae alerta sobre a necessidade de ciência que todos os
nichos têm seus pontos positivos e negativos, até mesmo aqueles
considerados promissores. Uma má gestão pode comprometer tudo e levar a
frustração.

“É importante lembrar que todo investimento apresenta riscos, por
menores que eles sejam. Quanto mais a pessoa estiver preparada, maiores
as chances de evitar os temidos prejuízos e uma falência. E nesse
sentido, o Sebrae dispõe de uma rede de atendimento especializada em
orientações empreendedoras e dá todo o suporte que o empreendedor e
aquele que pretende empreender necessita”, afirma Keila Pontes, diretora
técnica em exercício, do Sebrae Maranhão.

DICAS PARA ABRIR UMA EMPRESA

Para quem pretende abrir uma empresa, o Sebrae no Maranhão dá sete dicas
para ter sucesso nos negócios. Todo o empreendedor, ao abrir o seu
próprio negócio, deseja obter retorno do investimento em curto prazo,
mas é necessário trabalho árduo e paciência para tornar o empreendimento
viável e bem-sucedido.

O pedreiro Francisco Carlos Alves de Oliveira, 36, residente em
Presidente Dutra, que trabalha informalmente na área há mais de 10 anos,
resolveu aproveitar o início do ano para formalizar sua empresa S.A.
Construtora, na Unidade Regional do Sebrae em Presidente Dutra.

“Trabalhei muito tempo no Mato Grosso em parceria com um amigo. Quando
voltei vi que aqui as pessoas não pediam nota fiscal e descansei na
formalização do meu sonho. Uma das metas para este início de ano foi
abrir minha empresa, pois só assim consigo trabalhar para grandes
empresas e meu sonho é crescer sempre mais. Procurei o Sebrae para me
ajudar nesse início. Estou muito empolgado e sei que esse ano será de
grandes conquistas”, ressaltou Francisco.

PLANEJAMENTO: Uma das dicas é ter planejamento. Muitas vezes é
necessário deixar a emoção de lado e investir em um processo realista e
racional de avaliação, na busca de informações estruturadas para
realizar o investimento.

Neste período de instabilidade econômica, alguns empreendedores não
sabem em qual atividade investir. Neste caso, o aconselhável é elaborar
um modelo de negócio, que não inclui ainda aspectos técnicos como
legislação, custos e despesas, mas pode auxiliar na estruturação de um
novo negócio e testar a ideia.

Isso pode ser feito por meio do Canvas, uma ferramenta desenvolvida pelo
Sebrae que permite que qualquer empreendedor desenvolva suas ideias de
negócio ou até mesmo repense um modelo de negócio já existente.

Após este teste, o empreendedor pode utilizar um instrumento
simplificado, de planejamento detalhado, chamado Plano de Negócios, que
auxilia passo a passo na construção do empreendimento, considerando os
pontos essenciais que devem ser observados e registrados em finanças,
marketing, pessoas, mercado, entre outros.

MERCADO: Primeiro ponto a ser analisado. Veja se existe público e
oportunidades de crescimento. Alguns negócios podem parecer
interessantes, mas não ter perspectiva de ampliar a médio e longo prazo.
Não cometa o erro de investir pensando em apenas lucrar a curto prazo.

ESTRATÉGIA: Procurar o melhor local para instalar o negócio é uma das
atividades mais importantes antes de abrir a empresa. Por mais
interessante que seja o negócio, veja se ele não está saturado. Estude o
mercado para medir a concorrência e utilize essa pesquisa para analisar
os pontos fortes e fracos de cada um para aprimorar a sua empresa.

É necessário analisar o processo de logística e venda da mercadoria,
facilidade de acesso dos clientes ao local, estacionamento, distância
entre rodovias, sistema bancário, bem como todos os custos fixos
envolvidos no imóvel para a instalação do empreendimento.

O empreendedor deve ter conhecimento sobre os impostos para a abertura
do negócio, a legislação trabalhista e tributária e os procedimentos
específicos para a liberação do alvará de licença. Isso porque, alguns
empreendimentos precisam de autorização como a do Corpo de Bombeiros e a
Vigilância Sanitária.

PESQUISA: Fazer uma pesquisa de mercado é essencial para uma empresa.
Saber quem são seus concorrentes e fornecedores, as tendências e novos
nichos de clientes são fatores muito importantes antes de colocar um
novo produto ou serviços no mercado e investir recursos.

O empreendedor deve fazer um plano de investimentos que inclui a
previsão de faturamento, cálculo dos custos fixos e variáveis e a
previsão de resultados (lucros e prejuízos) para garantir reservas
financeiras, evitar grandes dívidas e conseguir equilíbrio nos dois
primeiros anos de mercado, período em que a mortalidade das micro e
pequenas empresas são maiores.

Saiba que empresários não recebem salário mensal como os empregados, e
que as retiradas mensais das empresas precisam ser controladas, de
acordo com faturamento e com a necessidade de recursos para novos
investimentos.

Pesquisas demonstram que quanto maior o conhecimento do empreendedor e
as experiências por ele vividas, na área ou em atividades similares, em
que pretende atuar, maiores serão as chances de sucesso.

CAPITAL INICIAL: Saber o quanto tem para investir é importante. Nunca
utilize toda a sua renda no início. Tenha sempre uma reserva para caso
de emergência ou o negócio não dê certo. Se descapitalizar no começo
pode ser um grande risco. Tenha sempre em mente que o lucro não vem
rápido e, portanto, é preciso estar sempre amparado.

A experiência e o estudo são fatores que auxiliam na definição do foco
do negócio e na sua expansão ou crescimento. Por isso, é necessário
refletir sobre o perfil do empreendedor com sua capacidade de
persistência e tenacidade para ir em frente sem desistir no primeiro
obstáculo dos muitos que terá que enfrentar nesta jornada.

OUTRAS DICAS IMPORTANTES

•       Busque o equilíbrio entre emoção X razão
•       Tenha conhecimento no ramo de atividade
•       Pesquise o local de instalação
•       Conheça a legislação
•       Conheça o mercado
•       Cuide das finanças
•       Identifique se possui o perfil de empreendedor

Se você busca informações sobre como iniciar um pequeno negócio, como se
preparar para o mercado, no Portal Sebrae você encontra uma série de
conteúdos úteis, gratuitos que podem ser baixados e salvos para
consultar sempre que você precisar.

Você também pode acessar o portfólio de Cursos Online gratuitos do
Sebrae. Procure a área “O que você quer aprender hoje?” e a seguir
escolher um dos cursos gratuitos do Sebrae. Uma boa dica é procurar
cursos sobre planejamento, finanças, marketing e empreendedorismo.

Mas, se você preferir, pode demandar orientações sobre o assunto às
equipes de Atendimento e Orientação Empresarial, que estão à disposição
para tirar suas dúvidas. Basta ligar na Central de Atendimento, pelo
0800 570 0800, ou se dirigir a uma das Unidades Regionais, Núcleos de
Atendimento Empresarial ou Postos de Atendimento do Sebrae no estado.

O Sebrae também disponibiliza um App que pode ser baixado nas lojas do
Google Play e Apple Store. O aplicativo oferece, entre outras
funcionalidades,uma série de cursos online do Sebrae, gratuitos para os
novos empreendedores.

CANAIS DE ATENDIMENTO SEBRAE
Central de Atendimento Sebrae 0800 570 0800
Redes Sociais: Facebook (@sebraema) Instagram (@sebraemaranhao) Youtube
(sebraemaranhao) Twitter (@sebrae_MA) App (SEBRAE) – Google Play Store e
Apple Store.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: