domingo, 26 de junho de 2022

Saiba tudo sobre lentes de contatos para os dentes

Publicado em 11 de janeiro de 2022, às 11:17
Resistentes e com a capacidade de deixar os sorrisos mais bonitos, as lentes laminadas duram por até quinze anos.
Fonte: Assessoria – Faculdade Pitágoras

Os procedimentos estéticos dentários caíram no gosto dos brasileiros, e a odontologia está conseguindo entregar o sonho do sorriso bonito. Ultrafinas e com excelentes resultados, a longo prazo, as lentes de contato laminadas são ideais para a conquista do sorriso perfeito.

“A aplicação das peças é feita uma a uma, em cima dos dentes. Elas são capazes de ajustar cor, tamanho e formato, criando um sorriso harmonioso. Porém, apesar de a técnica ser segura, é preciso escolher com cuidado o profissional que vai fazer o procedimento, alerta o dentista e coordenador do curso de Odontologia da Faculdade Pitágoras, George Nascimento.

Elas levam esse nome por serem extremamente finas, assim como as lentes de contato oculares. É importante saber que as lentes de contato e as facetas laminadas são confeccionadas sob medida para cada paciente e coladas.

As lentes, no entanto, são mais finas do que as facetas e, por isso, são facilmente fixadas e sem avariar os dentes. A espessura não passa 0,5 milímetro, enquanto, a facetas têm espessura entre 0,5 e 0,8 milímetro. “As lentes laminadas são mais indicadas para pessoas com dentes saudáveis. Já as facetas de porcelana podem ser utilizadas em dentes com mais desgastados e com outros tratamentos, por serem mais espessas”, detalha. 

Um alerta feito pelo professor está relacionado as contraindicações. “A indicação para o uso das lentes deve ser feita após um exame clínico adequado por um profissional de dentista. Se o paciente apresentar alguma doença bucal, não deve colocar os laminados. Alguns casos que não podem passar pelo método são os que sofrem de fraturas ou trincas,  cáries,   bruxismo não tratado,  dentes com canal tratado, entre outros”.

Lentes de contato devem ser aplicadas em casos de dentes com aspecto infantil, dentição formada com dentes pequenos, desalinhamentos dentários e pequenas alterações de cores.

Para fazer o tratamento, é necessário conversar cirurgião-dentista. Ele elabora um projeto e faz um modelo de ensaio que será testado no paciente. Após a produção das cerâmicas em laboratório e a aprovação as lentes são coladas nos dentes como uma espécie de “adesivo líquido”.  “Vale lembrar que as lentes exigem manutenção e até substituições após 12 ou 15 anos”, finaliza o especialista. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: