terça-feira, 30 de novembro de 2021

Criação de nova universidade federal é tema de audiência pública

Publicado em 23 de outubro de 2021, às 11:34
Debate traz anúncio do Ministro da Educação confirmando que a UFAMA está entre as aprovadas para criação.
Fonte: Assessoria – Câmara Municipal de Imperatriz

A Câmara Municipal de Imperatriz realizou uma Audiência Pública na tarde desta sexta-feira, 22, para debater sobre a criação de uma nova universidade no estado do Maranhão, único estado do nordeste brasileiro com apenas uma universidade federal. A proposta já debatida por docentes, técnicos e representantes de diversas entidades da região visa concretizar a implementação da Universidade Federal da Amazônia Maranhense (UFAMA) para atender Imperatriz, Balsas e Grajaú.

A audiência foi proposta pelos vereadores Fabio Hernandez (PP) e Ricardo Seidel (PSD), para também debater e apoiar o Projeto de Lei n° 505, de 2017, já em trâmite no Senado Federal, de iniciativa do senador Roberto Rocha (PSDB) e que trata sobre a criação da universidade, além de atender ao pedido do “Movimento Nova Federal Maranhão”, principal articulador do tema. A ideia é que a nova universidade possa ser criada a partir dos campi já existentes nos municípios e já conta com o apoio da reitoria da UFMA, que publicou uma Moção de Apoio do Conselho Universitário (CONSUN) à proposta.

O professor da UFMA e presidente da Federação das Associações Empresariais do Maranhão (FAEM), Hélio Rodrigues Araújo, explicou o entendimento da UFMA em relação a criação de uma Nova Federal, afirmando que já é de ciência que “só irá contribuir para melhorar o relacionamento com os Campus das demais sedes, assim como, melhorar na autonomia financeira e administrativa da universidade”.

“Essa criação trará um valor agregado muito grande para a economia do município e todos os demais municípios que compõem a Região Tocantina. Quando foi concretizada a Nova Federal, ao ser inaugurada, nascerá com 3 Campus, um em Imperatriz – sendo na verdade um central e outra no bairro bom jesus – um em Grajaú e outro em Balsas, totalizando 18 cursos de graduação em todas as áreas do saber”, disse o professor.

O prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo (PDT), lembrou o histórico das discussões a respeito do projeto na Câmara Federal, quando era deputado federal e apresentou a proposta de criação da Universidade Federal do Sul do Maranhão, que desmembrava a Universidade Federal do Maranhão. O prefeito comentou sobre o anúncio feito pelo Ministro da Educação, Milton Ribeiro, na última quarta-feira, 20, confirmando que a UFAMA está entre as instituições aprovadas para criação.

Para que a criação ocorra, precisa ser confirmada pelo Congresso Nacional, por meio de aprovação do projeto de lei do senador Roberto Rocha, presente na audiência e visto como o principal articulador junto ao Executivo Federal para a criação da universidade. Ao usar a Tribuna, o senador ressaltou as peculiaridades do Maranhão e reforçou que a riqueza e diversidade ambiental da região e o tamanho que não justifica até o momento ter apenas uma universidade tratando o Estado como igual. 

 “É imperativo termos pelo menos três faculdades federais, pela extensão do nosso estado, que é plural, extraordinário, com 12 bacias hidrográficas, 18 deputados federais e 3 senadores. Com peculiaridades e uma força imensa, mas é um estado empobrecido. Estamos trabalhando para que tenhamos esta segunda unidade superior, custeada com recursos federais. A UFAMA está nascendo e vai favorecer a toda a macrorregião Tocantina. Existem dezenas de propostas pelo Brasil, mas nosso relacionamento com a presidência da república tem agilizado a implantação. Tenho grande alegria e satisfação em ver nascer o que há pouco tempo era apenas um anseio”, e concluiu dizendo que irá trabalhar para que a universidade esteja funcionando já no próximo ano.

O vereador Ricardo Seidel (PSD), um dos proponentes da audiência, ao usar a palavra, disse entender que a criação da UFAMA trata sobre “liberdade, com autonomia didática, científica financeira, raízes que a região precisa para potencializar o bioma, a indústria, o comércio, a cultura e o modo de viver como sociedade”. Segundo ele é fundamental que cada um “ na sua função, participe, para que alcancemos esse objetivo, um sonho de liberdade. ”

O deputado Federal Josivaldo JP externou a alegria por participar de um marco na história do Maranhão e exaltou o gesto do senador Roberto Rocha (PSDB) em lutar por esse projeto.

“Grande é a alegria ao saber que iremos ganhar uma nova universidade. O que trará autonomia, com planejamento e execução dentro da nossa realidade. Somos 2017 municípios e nossa região precisa de independência. Esta é uma grande conquista e nosso mandato está à disposição desta nova universidade que precisa de muitos recursos. Sou filho desta cidade e farei o meu melhor por ela”.

Já o vereador Fábio Hernandez (PP), quem presidiu a audiência, ao agradecer pela adesão do público e das autoridades no evento, destacou que a temática é fundamental para a região e destacou o apoio do senador Roberto Rocha que, “com a força que tem no congresso junto ao executivo irá conseguir a autonomia para essa nova universidade”.

“Essa Nova Federal irá engrandecer enormemente nosso Estado, uma semente que foi plantada a vários anos e agora está brotando e, já podemos dizer que um projeto quase concretizado, após o anúncio feito pelo Ministro da Educação”, finalizou o vereador.

O evento contou com a participação do representante do Reitor da Universidade de São Luís, Leonardo Naldo, do vice-Reitor da UEMASUL, Expedito Barros, do primeiro diretor do campus UFMA Imperatriz, José Geraldo da Costa, do diretor da UFMA Imperatriz, Daniel Duarte, do diretor Nacional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Antônio Rosendo Júnior, estudantes e membros do Movimento Nova Federal Maranhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: