domingo, 17 de outubro de 2021

Imperatrizense é a única atleta do Maranhão inscrita em campeonato internacional de fisiculturismo

Publicado em 24 de agosto de 2021, às 15:00
A treinadora Tamires Diniz compete da categoria “Bikine” do Olympia Amateur, em São Paulo
Fonte: Assessoria – James Pimentel
A atleta acumula quatro medalhas de ouro em sua carreira. Foto: Divulgação

O principal e maior campeonato de fisiculturismo do Brasil está prestes a acontecer e uma imperatrizense estará na briga pelo pódio. A treinadora Tamires Diniz disputa o Olympia Amateur, na categoria “Bikine”, que acontece nos dias 11 e 12 de setembro, em São Paulo.

Essa competição é classificatória. Vencendo em sua categoria, ela irá disputar com as outras vencedoras das demais categorias o Pro Card, que é a qualificação para se tornar um atleta PRO. Garantindo esse título a competidora terá direito a participar de campeonatos fora do Brasil para se classificar para o Olympia Mundial, a “copa do mundo” do fisiculturismo. É um processo longo, mas que Tamires vem se preparando com muito suor e dedicação.


“Iniciamos essa preparação faltando oito semanas para o evento, sendo que tinha acabado de vir de um campeonato que fiz uma preparação de seis meses. Enfrentamos vários desafios, treinos intensos, alimentação bem restrita, muito ensaio de pose que acontece todos os dias, dois cardios por dia e prática de LPF todos os dias, além da rotina de trabalho intensa”, comenta.

O LPF significa Low Pressure Fitness. Trata-se de uma técnica que combina vacum, respiração e posições. Serve para diminuir circunferência e definir linha de cintura.

Para a busca do prêmio a atleta precisa de apoio. “Preciso do apoio da população no geral e de empresas também, principalmente uma Farmácia de Manipulação. É muito difícil uma preparação desse nível, então o apoio empresarial é primordial nesse momento”, explica Tamires.

Nesse sentido, a atleta lamenta que a modalidade não seja reconhecida e nem apoiada na cidade. “O fisiculturismo ainda é desconhecido por muitos. Poucas pessoas de fato conhecem o esporte, alguns até já ouviram falar, mas no geral não sabem do que se trata. Ainda temos muitas barreiras para quebrar, enfrentar e lutar para que isso seja mudado, não só na nossa cidade”, diz. 

A atleta acumula quatro medalhas de ouro em sua carreira. Uma no Campeonato Estreante 2020, que aconteceu em Belém/PA (Federação IFBB); a segunda no campeonato Estadual 2020, também de Belém/PA (Federação IFBB); a terceira na Copa Word Nacional 2020, em São Luís/Ma (Federação IFBB); a última é a principal da carreira, conquistada no Campeonato Musclecontest Rio de Janeiro 2021 (Federação NPC). 

Superação – A carreira de Tamires no fisiculturismo começou em um momento conturbado. Em junho de 2020, a atleta estava vivendo em um momento delicado, afastada do trabalho devido à pandemia. Acabou desenvolvendo compulsão alimentar. “Em um momento me vi no espelho e não me reconhecia mais.Naquele momento eu decidi que iria mudar a minha história e procurei ajuda médica”, conta.

No primeiro momento a intenção era voltar o corpo e a rotina que tinha antes da pandemia, até que a educadora física foi surpreendida com a pergunta, vinda de um amigo: “Você já pensou em competir?”.

“Naquele momento eu soube que era isso que eu precisava: me desafiar. Então aceitei o convite e, desde a primeira dieta, o primeiro treino, o primeiro ensaio de poses, o primeiro tudo, lembro que olhei no espelho e disse a mim mesma: ‘você consegue e não vai errar em nada’. E assim eu fiz. Me dedico 100% em tudo e foi justamente essa disciplina que me trouxe até aqui e vai ser ela que vai me levar ainda mais longe”, comenta, emocionada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: