domingo, 17 de outubro de 2021

A Pluralidade de Rogério Rocha

Publicado em 2 de julho de 2021, às 16:18
Linda Barros – Professora, Atriz e Membro da Academia Poética Brasileira
Imagem: Divulgação

As assertivas que a vida nos oferece são de fato verdadeiramente irrecusáveis, visto que perpassam pelos nossos limites das surpresas que esperamos. Quando batalhamos muito pelo que queremos, com certeza, recebemos uma recompensa futura e mais rápida do que imaginamos. Acreditando que todos temos nosso destino traçado a partir do momento que nascemos, todo o traçado que percorremos é inevitável se chegar à linha tênue do limite imposto pela vida.

Por isso, como forma de recompensa e merecimento, a vida traz à tona Rogério Rocha: filósofo, poeta, advogado, professor e produtor cultural. Esse jovem intelectual que muito está contribuindo para as letras contemporâneas despertou muito cedo para a escrita,  com um dom que lhe é peculiar seguiu por vários caminhos escolhidos  por ele mesmo, ou talvez pelo destino. O certo é que seu nome hoje é de grande valia para estudos futuros.

Exímio conhecedor da palavra, o maranhense nascido em São Luis,  Rogério Rocha estuda Bacharelado em Letras, daí seu encantamento pelo mundo da poesia. Caminhou também pelas vertentes filosóficas.  É licenciado em Filosofia e professor nessa área e na qual tem pós-graduação em Ética. O jovem escritor não se contentou tão somente em uma carreira linear específica, ou em um único eixo do conhecimento, resolveu aprimorar suas nuances intelectuais, elevando-as a outros patamares.

Com uma poesia de destaque na Capital do Bumba-boi, o jovem jurista e filósofo, emana da palavra para contemplar o que vê à sua frente, como descreve no poema “Tudo urge”, texto do livro “Pedra dos Olhos”

Eis que surge no horizonte da pós-modernidade

a hiperconectividade.

Andando lado a lado da deusa angústia,

da musa mídia

da ninfa solitude…

eis que agora

Tudo é quase.

Tudo é tarde

… e tudo urge.

A área jurídica já corria em suas veias, foi então que se graduou em Direito e dando continuidade a esse caminho, fez pós-graduação em Direito Constitucional. Hoje ele também é técnico judiciário e ex-assessor jurídico. Rogério Rocha é também Mestre em Criminologia pela Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal).

Desde muito cedo sempre teve interesse pela poesia, apoiado em leituras de grandes intelectuais da Literatura Brasileira, como Carlos Drummond de Andrade, Fernando Pessoa, entre outros, seu destino não poderia ser outro senão estar inserido no também mundo dos intelectuais.

Rogério Rocha é autor de “Pedra dos Olhos”, obra que reúne uma produção poética correspondente a trabalho de pesquisa de longos 30 anos. O escritor é membro-fundador e organizador dos projetos Iniciativa Eidos e Duo Litera. Participou da antologia “Os Melhores Poemas de 2016”, onde foi lançado durante o 3º Salão do Livro de Lisboa. Participou também da Antologia de Novos Poetas Maranhenses, promovido pela Amei.

E é com esse pensamento de merecimento e recompensa pelo esforço de uma vida inteira, que a Academia Poética Brasileira receberá nos próximos dias esse ilustre poeta, para compor seu quadro de intelectuais. E com certeza o mundo da filosofia, do Direito, da sala de aula e da poesia se sentem-se confortáveis por tê-lo em suas especificações.

Nem precisa dizer, nem mensurar o tamanho da importância desse intelectual nos anais da Academia Poética Brasileira, pois, por si só, Rogério Rocha traz consigo um arcabouço de conhecimento e riqueza literária para a egrégia Academia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: