terça-feira, 26 de outubro de 2021

Alimentação e hipertensão

Publicado em 30 de abril de 2021, às 18:01
Anyvlis Alencar – Nutricionista, especialista em nutrição infantil
Imagem: Freepik

Quando se consome muito sódio, o sangue fica “salgado”, fazendo com que ele absorva água das células do seu corpo para tentar ficar equilibrado. O problema é que, quando a água da célula vai para o sangue, e não o contrário, as células ficam “desnutridas” e o coração tenta consertar isso fazendo mais esforço para bombardear mais sangue! E isso pode trazer muitas complicações.

Outros fatores além do alto nível de sódio podem causar hipertensão, como altos níveis de colesterol, estresse, obesidade, falta de atividade física… quando o seu coração precisa trabalhar mais do que o normal, a sua pressão arterial aumenta.

A alimentação faz toda a diferença na hora de reduzir a pressão alta. Veja alguns cuidados que você pode tomar:

  1. O controle da ingestão de sódio na alimentação diária é indispensável

Evite ao máximo o consumo excessivo de sal, ultraprocessados, temperos e condimentos industrializados. E não esqueça de olhar o rótulo dos produtos. Alguns alimentos como bolachas, molhos e enlatados possuem MUITO sódio! Segundo a OMS, o consumo adequado de sódio para um indivíduo saudável é de cerca de 2.400mg ao dia.

  • Consuma mais frutas

Elas são ricas em várias vitaminas, fibras, minerais e substâncias antioxidantes. Todos esses compostos  podem auxiliar na redução da pressão, com efeitos benéficos para a saúde dos vasos, o que pode contribuir para a redução da pressão

  • Explore os temperos naturais

Experimente usar temperos naturais para substituir o sal: açafrão, alecrim, alho, canela, cebola, coentro, cravo, coentro, folhas de louro, gengibre, hortelã, limão, manjericão, orégano, pimentão, salsinha, vinagre e limão. Assim é possível realçar o gosto dos alimentos e reduzir a quantidade de sal.

Quem tem hipertensão pode tomar café?

Um estudo realizado na Faculdade de Saúde Pública na USP analisou dados de 533 adultos e idosos para entender se o consumo do café poderia ser um risco para portadores de pressão alta. No estudo, foi feita uma análise de associação de três fatores: predisposição genética, consumo de café e valor da pressão arterial. 

Além desses três fatores, foram incluídos outros que poderiam influenciar o resultado, como idade, sexo, raça, tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas, índice de massa corporal, atividade física e uso de medicação anti-hipertensiva.

As análises estatísticas mostraram que, à medida que aumentava o risco genético e a quantidade de café consumida, crescia também o risco de o indivíduo apresentar pressão alta.  Quem tinha predisposição e tomava até 3 xícaras de café por dia tinha menos riscos de pressão alta do que quem tinha predisposição e tomava mais de  3 xícaras por dia.

Outro dado assustador: nos voluntários com maior disposição genética e ingestão diária superior a 3 xícaras, a probabilidade de hipertensão foi 4 vezes maior que a de pessoas sem predisposição genética.

Você pode se perguntar: “Então, é melhor eu não tomar café? Não é bem assim. A melhor coisa é você tomar com moderação! O estudo concluiu que consumir ATÉ 3 xícaras não teria influência na pressão arterial. Além disso, hoje já se sabe que o consumo moderado do café (de 1-3 xícaras diárias) tem efeitos benéficos sobre alguns fatores de risco cardiovascular (pressão arterial e os níveis sanguíneos de homocisteína, aminoácido relacionado com o surgimento de alterações nos vasos sanguíneos, infarto e AVC).

O problema está, como sempre, nos exageros. Se você é hipertenso, consulte o seu médico. Se não, é melhor ouvir os estudos científicos e manter um consumo controlado do café.

RECEITA SEM SAL

Você acha que é impossível cozinhar sem sal? Você PRECISA experimentar essa receita.

Frango com especiarias.

Ingredientes (para 4 pessoas

  • 1,5kg de frango cortado em pedaços pequenos
  • 1 cebola
  • 5 dentes de alho grandes ou uma cabeça pequena
  • Tomate ou molho de tomate a gosto
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 pedaço de gengibre do tamanho do seu polegar
  • Colorau / páprica a gosto
  • 1 colher (café) de açafrão
  • Tomilho seco picado
  • 350ml de cerveja
  • Suco de meio limão
  • 1 malagueta seca pequenina (se gostar)

Modo de preparação

1. Comece por descascar o gengibre.

2. Pique a cebola, o alho e o gengibre para dentro do tacho com o fio de azeite.

3. Tempere o frango com o colorau, o tomilho, o tomate em calda e a cerveja.

4. Leve o frango ao fogão e deixe ferver por 20 a 25 minutos. Se ficar com pouco molho, acrescente água.

5. Quando o frango estiver quase cozido, acrescente o suco de limão.

6. Deixe ferver por mais 5 minutos e está pronto a servir. Acompanhe com arroz de legumes ou batatas cozidas e salada.

O sal é um realçador de sabor, mas quanto mais temperamos a comida (com temperos naturais preferencialmente), menos precisamos salgá-la.

Além da alimentação, o exercício físico também é um grande aliado para deixar o seu coração mais forte e saudável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: