terça-feira, 17 de maio de 2022

MHARIO LINCOLN: 50 ANOS DE JORNALISMO

Publicado em 7 de abril de 2022, às 14:03
Linda Barros, professora e atriz. Membro da Academia Poética Brasileira

Já foi dito em outras ocasiões que cada um de nós nasce com destinos traçados e, ao longo do tempo, vamo-nos aprimorando, ganhando experiência e moldando nossos conhecimentos. Algumas pessoas, às vezes, passam a vida realizando as mesmas atividades, não raramente levando uma vida totalmente insatisfeita. Há outras, que logo de início, já sabe o que querem, mesmo conscientes de todos os obstáculos pelos quais
terão que passar.

No Brasil, como em outros lugares, alcançar o sucesso na profissão é uma tarefa árdua e mais difícil ainda. Entre as muitas profissões nas quais de se ter sucesso absoluto é uma raridade, está a de jornalista, já que a sociedade muitas vezes desmerece o valor de um jornalista. É necessário que se faça entender a real importância que o profissional da imprensa tem no cotidiano. Os jornalistas estão presentes em todos os acontecimentos e
em todas as modalidades de informação. São os jornalistas que levam ao povo todas as notícias, desde os lugares mais longínquos, até centros urbanos.

Aqui no Maranhão recentemente comemorou-se os 200 anos de Imprensa
maranhense. Um evento promovido pela Universidade Federal, reuniu nomes relevantes do jornalismo local, para serem agraciados como forma de reconhecer seu valor, entre eles, o escritor, cronista, poeta e contista Mhario Lincoln, que recebeu das mão do Magnífico Reitor Natalino Salgado o título de Comendador do bicentenário da Imprensa do Maranhão. O autor de “A Bula dos Sete Pecados”, atravessou meio século de sua vida levando nas costas literalmente a carreira de jornalismo. São cinco décadas dedicadas a levar informação e entretenimento à população não só da capital ludovicense, mas do Brasil e do mundo, já que Mhario Lincoln é o editor-chefe da plataforma facetubes, canal virtual da Academia Poética Brasileira, da qual é membro e presidente, que leva e traz
informações para o mundo inteiro.

Há exatos 50 anos, Mhario Lincoln começou sua carreira jornalística no Jornal Pequeno, hoje, um dos meios de comunicação impressa mais importantes ainda a circular em nosso Estado. Nesse periódico, o jovem Mhario teve sua trajetória iniciada nos bastidores das redações em 1972, antes mesmo de completar 18 anos. Nesse período exerceu o cargo de ‘fotógrafo auxiliar’ da editoria de Polícia. Na época, esteve ao lado de
um dos mais respeitados repórteres policiais do Maranhão, o jornalista Eloi Cutrim. Após um período de destaque no referido jornal, o jovem jornalista chamou a atenção do veterano companheiro de trabalho, o grande jornalista Walbert Pinheiro, ganhando por mérito próprio o cargo de assessor do mesmo. Como conseguiu grande destaque no referido jornal, o jovem Mhario chegou a ser titular de uma coluna social de página
inteira, carregando com responsabilidade, a incumbência que lhe foi dada.

Por tantas conquistas, Mhario Lincoln recebeu recente uma valiosa homenagem em forma de cordel, a obra “Eita Nordestino Costurado na Raiz”, do cordelista cearense Pedro Sampaio. A obra foi transformada em vídeo, com painel de performances com artistas de várias partes do Brasil, que deram “voz” aos versos do autor. Hoje Mhario Lincoln, através de todos os seus feitos na carreira, é um nome respeitado no jornalismo
maranhense.

Uma longa jornada não se dissipa com uma data comemorativa, pelo contrário, só engrandece aos olhos e ouvidos do leitor e telespectador que acompanha diariamente, as notícias vindas de fontes confiáveis e autênticas. Por fim, nem precisa dizer que em uma carreira que ultrapassa meio século, o sucesso e o reconhecimento é um mero gatilho, que
ultrapassa as barreiras do tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: