domingo, 17 de outubro de 2021

UEMASUL cria comissão para implantação do curso de Direito em Açailândia

Publicado em 13 de novembro de 2020, às 8:53
Foto: Divulgação

A iniciativa faz parte do Plano de Desenvolvimento Institucional que prevê o subsídio de formação qualificada em diversas áreas.

Fonte: Assessoria de Comunicação da UEMASUL

Açailândia terá curso de Direito na UEMASUL.
(Foto: Ascom/UEMASUL)

Na última quarta-feira (11), em solenidade remota, a UEMASUL apresentou a comissão de implantação do curso de Direito Bacharelado para o Centro de Ciências Humanas, Sociais, Tecnológicas e Letras (CCHSTL), campus Açailândia.

A solenidade contou com a participação da gestão superior da universidade e dos secretários de estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles e de Articulação das Políticas Públicas, Marcos Antônio Barbosa Pacheco, além de professoras e professores e representante da OAB-Açailândia.

A comissão multidisciplinar de acompanhamento técnico de implantação do curso de graduação em Direito atende ao Plano de Desenvolvimento Institucional PDI (2017-2021), no qual constam programas, projetos e atividades, representando as aspirações da comunidade universitária para atingir os seus objetivos mais relevantes até 2021, como a abertura de novos cursos, focados no desenvolvimento de uma educação superior de qualidade, baseada no avanço da ciência e da tecnologia em favor do desenvolvimento sustentável da sua região de influência e do Estado do Maranhão.

A implantação do curso de Direito atende também a uma solicitação da comunidade de Açailândia e de cidades vizinhas, dentro da área de abrangência da universidade.  “Reconhecemos a movimentação popular solicitando a presença de uma instituição pública, gratuita e de qualidade para ofertar o curso de Direito. Curso que já havíamos previsto no PDI. São só os primeiros passos que estamos dando para a implementação deste curso, que requer um olhar diferenciado sobre todos os cursos que temos na região, um curso mais humano, que defenda os cidadãos indiscriminadamente. Acreditamos na capacidade técnica dos que estão compondo a comissão, sendo esta a terceira comissão multidisciplinar que adotamos na universidade. Tem sido uma prática exitosa e muito importante esses contatos, ouvirmos outras instituições, aprendermos e construirmos o que está dentro da nossa regionalidade”, afirmou Elizabeth Nunes Fernandes, reitora da UEMASUL.

O secretário de estado da Ciência, Tecnologia e Inovação e um dos membros da comissão, Davi Telles, falou da sua satisfação em fazer parte de um momento histórico. “A UEMASUL está habituada a fazer história e a vencer desafios logrando êxitos acumulados. Mais uma vez, a UEMASUL vai fazer história, porque, com absoluta certeza vai ser responsável por estabelecer um curso de Direito que tenha em suas bases uma grade curricular voltada para as matérias propedêuticas, com acuidade necessária para os desafios do direito neste momento grave que estamos experimentando e também com uma grade curricular voltada para as disciplinas de Direito positivo com a técnica e com a qualidade que os nossos tempos atuais exigem”, ressaltou durante a cerimônia.

A Comissão, composta por 15 membros, foi constituída para operacionalizar e implantar o projeto, fortalecendo o processo da formação profissional na área do Direito, na região. Ela irá discutir, elaborar, construir o Projeto Pedagógico do Curso e conduzir o processo de implantação. Fazem parte da comissão multidisciplinar, além da UEMASUL, a UFMA, o Governo do estado do Maranhão e a OAB – subseção Açailândia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: