sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Morre, aos 86 anos, o líder camponês Manoel da Conceição

Publicado em 18 de agosto de 2021, às 10:58
Nas redes sociais as homenagens de quem tem o líder Mané como ícone de luta, é uma forma de despedida e agradecimento pela dedicação por anos de militância e ensinamento.
Fonte: Redação – Nícia de Oliveira

A notícia da morte do líder camponês, Manoel da Conceição, marcou a manhã desta quarta-feira (18) e encheu as redes sociais de homenagens. Mané, como era conhecido dedicou sua vida em prol da organização sindical dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, militando por justiça social e vida digna à todas e todos. O líder camponês tinha a saúde fragilizada e estava internado na UTI do hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto, em Imperatriz.

Nascido na região de Pedra Grande, no Maranhão, Mané é um dos nomes mais expressivos no processo de luta pela terra e a redemocratização do país. A organização de uma entidade voltada aos trabalhadores e trabalhadoras rurais em Pindaré-Mirim (MA) deu início à sua história de militância. Participou da fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Centro de Educação e Cultura do Trabalhador Rural (CENTRU) e do Partido dos Trabalhadores (PT). Toda sua vida também esteve ligada às forças progressistas das igrejas evangélica e católica.

Manoel da Conceição durante o estado de exceção foi preso, torturado e viveu no exílio. Em 1968, sofreu um atentado que lhe custou a perna direita. Na última passagem pela cadeia, foi libertado somente por pressão do papa Paulo VI e do Comitê Internacional Manoel da Conceição pela Luta dos Direitos Humanos, sediado na Suíça.

A sua atividade em defesa da reforma agrária e o meio ambiente lhe concedeu o título de Doutor Honoris Causa ofertado pela Universidade Federal do Maranhão em 2010. Em 2020, O governo do estado do Maranhão fez um reconhecimento público, em São Luís, na Praça Maria Aragão, com a concessão de pensão especial.

Manoel da Conceição deixa um legado de luta e resistência, sendo figura importante na história do Maranhão, e da militância pela democracia e pelo direito à terra. O velório às 14 horas na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, em Imperatriz.

Nas redes sociais as homenagens de quem tem o líder Mané como ícone de luta, é uma forma de despedida e agradecimento pela dedicação por anos de militância e ensinamento.

Uma resposta em “Morre, aos 86 anos, o líder camponês Manoel da Conceição”

Um valente e honrado cidadão, vítima da tortura durante a maldita REVOLUÇÃO DE 31 DE MARÇO/1964. Um passado marcado pela brutalidade do ditatorial. Manoel da Conceição por defender os humildes trabalhadores contra a ação das desapropriações injustas e sob a selvageria de pistoleiros bem prestigiados pelas elites dominantes, fora vítima de deficiência física, decorrente de um baleamento numa de suas pernas. Neste momento, acredito, está recebendo as honrarias do CÉU por meio de Nosso Senhor Jesus Cristo, por sua fantástica luta em defesa de um mundo mais justo para todos. Um abraço, meu confrade Marcos! Itamar Dias Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: