domingo, 17 de outubro de 2021

Juliane Sousa – Mural da Literatura 002

Publicado em 23 de setembro de 2020, às 18:26

CARINY RAMOS: CRONISTA ROMÂNTICA

Escrever sobre o amor, descrever sentimentos românticos e expor os desejos mais clichês que o escritor pode apresentar-nos é uma doce arte apreciada por muitos leitores.

A escritora de hoje é daquelas que nos mostram o universo apaixonante dos romances em forma de crônica, sendo assim ao ler seus textos somos conduzidos a sentir nem que seja uma fagulha de paixão em nossos corações. O amor é a fonte de inspiração e o condutor  que permite a construção de textos simples dessa jovem cronista.

Cariny Ramos nasceu em Presidente Dutra- MA e mudou-se recentemente para Imperatriz-MA. É estudante de Pedagogia, acredita que leitura, escrita e educação abrem portas para algo maior. Leitora, escritora e poeta, publica seus textos no intagram @poema_me. A escritora começou a escrever seu primeiro livro aos 18 anos, contudo ainda não o publicou. A poeta está no processo de escrita do seu segundo livro, obra essa que possui um ar de saudades, ausências, um toque de amor e solidão.

Foto da autora

Stay here

Quero que você fique aqui porque eu penso em você constantemente antes de dormir. É contigo que eu tenho sonhos que não posso contar aqui. É para você que eu escrevo poesias de amor. O teu beijo é o que eu quero na hora de acordar.

É a tua ligação que eu quero naquele domingo tedioso às 5h da tarde me chamando pra tomar um sorvete, pois não há mais nada de interessante para fazer nessa cidade. É contigo que eu quero dividir os clássicos de karaokê enquanto dançamos, absurdamente, sem sincronia.

Ver juntos aquelas comédias românticas clichês. Tomar um vinho suave ao teu lado e depois te beijar como se fosse o último beijo das nossas vidas. Passar a minha mão no teu cabelo solto e dizer bem no cantinho do teu ouvido que eu sou feliz contigo. Gritar na janela de casa para todas as estrelas do céu ouvirem que o amo.

É contigo que eu quero dividir as coisas mais clichês dos casais daqueles livros de romance que você leu. É o teu corpo que eu quero colado ao meu nas nossas madrugadas frias. É você e, somente você, e para a vida inteira será.

Te vi crescer

Eu vi seu crescimento, vi quando você caiu, e aos poucos foi se levantando. Eu vi quando você sentiu que o mundo ficou grande demais. Eu vi quando você chorou, eu estava lá, eu te abracei.

Eu te vi crescendo quando você superou o inimaginável.

Eu te vi crescer quando você decidiu se levantar da cama para viver firmemente mais um dia.

Vi você crescer quando sacrificou o seu “eu” por outro alguém. Quando você sorriu, depois de uma noite ruim.

Te vi crescer quando você entendeu que precisa se cuidar, antes de qualquer outra coisa.

Te vi crescer quando você chegou ao topo do mundo, abriu os braços e sorriu.

Eu vi que você cresceu.

Você cresceu quando percebeu que não importa o que aconteça, vai ficar bem, porque você é muito maior do que qualquer obstáculo, qualquer crise, qualquer problema.

Você cresceu!

Uma resposta em “Juliane Sousa – Mural da Literatura 002”

Essa maravilha de pessoa é um orgulho para nós, inteligente, meiga ,atenciosa ,humilde, um talento em poder expressar o amor com tantos significados e fazer com que não deixe esse sentimento tão lindo acabar,em poucas e lindas palavras. Te desejo tudo de bom pra vc minha linda, continui com seus sonhos e batalhe muito q tudo dará certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: