terça-feira, 26 de outubro de 2021

Juliane Sousa – Mural da Literatura 001

Publicado em 15 de setembro de 2020, às 18:01

A partir de hoje, sob a curadoria da poeta Juliane Sousa, vamos apresentar, todas as quartas-feiras, novos escritores da região tocantina. Jovens, em geral, este espaço será para eles uma vitrine e um incentivo para publicarem cada vez mais. Apreciem:

VINICIUS RIO: DO ROMANCE À MELANCOLIA

A nossa região tem sido agraciada com diversos talentos artísticos, contudo muitos deles ainda não divulgaram sua arte, alguns artistas não dispõem de uma ferramenta ideal para expor seus textos. Partindo dessa premissa, possuir um espaço para expor nossas produções artísticas é uma conquista, pois quem escreve às vezes não tem o apoio necessário para divulgar seu trabalho. É por isso que criamos essa coluna para revelar a vocês os artistas da região Tocantina, mostrar que temos escritores talentosos que ainda não possuem obras publicadas.

Hoje trago aqui o escritor Vinicius Rios, poeta que possui um estilo melancólico, intimista, romântico com traços sensuais que revelam o quanto é formoso falar do amor e da musa amada. Esse escritor maranhense ainda não possui livros publicados, entretanto ele deseja publicar seu primeiro livro em breve.

Vinícius é nascido em Imperatriz do Maranhão. Estudante do curso de Direito que possui um amor incondicional pela escrita. Com 25 anos de idade, tem muitos projetos em mente, um deles é finalmente materializar seu primeiro livro. Ele é um amante do terror que gosta de se aventurar no mundo dos poemas.

Foto: autor

MARIA FLOR

ô deusa mulher.

meu sol é teu.

hoje eu tô aqui, escrevendo pra ti.

por não tem mais ninguém com quem eu queira cantar, escrever, dançar, sorrir..

se não sou eu, quem mais teria coragem de falar de amor?

se não sou, quem mais teria coragem de chegar em ti com coração aberto?

sou eu, mulher.

Vem cá, deixa eu preencher esse vazio.

deixa eu pôr meu cheiro no teu.

deixa eu te amar.

coisa gostosa quando ri, coisa gostosa quando fala.

teu cabelo cabelo tem cor.

teu sorriso tem flor…

minha Maria flor.

INVEJA

hoje eu sinto inveja de ti.

acordei procurando teu nome em meu caderno e não encontrei.

a lembrança de tua ida ainda é amarga; amargamente maltrata minha mente.

hoje eu sinto inveja de ti.

olhei pela janela, vi o sol e não consegui sentir paz.

eu queria estar onde tu estás, deitada em teus braços, abraços e beijos.

inveja de ti porque estás feliz aí do outro lado e eu tenho de aguentar este mundo sozinha. Inveja porque estás a salvo, longe das torturas deste mundo, e eu aqui novamente.

já não possuo lágrimas em meus olhos, já não consigo definir o que é tristeza.

só sinto inveja de ti, por não poder estar contigo agora.

inveja de ti.

3 respostas em “Juliane Sousa – Mural da Literatura 001”

Parabéns jovem Vinicius Rios, estaremos torcendo e apoiado o seu talento, Imperatriz orgulha-se de você

AT.TE:

Flamarion Amaral e família .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Sites relevantes para pesquisa

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: